Linha de caminho-de-ferro do Sena, em Moçambique, pronta em Novembro próximo

4 June 2012

A empresa estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) pretende concluir as obras de reconstrução da linha de caminho-de-ferro do Sena em Novembro próximo, informou a empresa em comunicado divulgado segunda-feira.

Uma vez concluídas estas obras, a linha do Sena, que estabelece a ligação entre a província de Tete e o porto da Beira, na província de Sofala, disporá de capacidade para transportar 6,5 milhões de toneladas de carvão por ano, mais do triplo dos actuais 2 milhões de toneladas/ano.

No comunicado, a CFM informou ainda que, uma vez concluída esta primeira fase, seguir-se-ão mais obras no sentido de fazer com que a linha do Sena consiga transportar 12 milhões de toneladas/ano em 2013 e 20 milhões de toneladas/ano dentro de três anos.

O escoamento do carvão a ser extraído em diversos projectos mineiros na província de Tete tem sido o principal problema para as empresas já a operar, estando a brasileira Vale a utilizar a linha do Sena enquanto outras vêem-se forçadas a recorrer ao transporte rodoviário.

A Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique recebeu a incumbência de concluir as obras de reconstrução daquela linha de caminho-de-ferro depois de o governo ter cancelado o contrato com o consórcio indiano Ricon, constituído pelas empresas estatais Rites e Ircon, por incumprimento dos prazos, uma vez que a linha reconstruida devia ter sido entregue em Setembro de 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH