Banco de Moçambique considera Nampula destino preferencial do sector bancário

12 June 2012

O Banco de Moçambique (BM) considera a província de Nampula como o segundo destino preferencial dos investimentos do ramo bancário em Moçambique logo depois de Maputo, segundo escreve o jornal Notícias.

Segundo dados do banco emissor, nos últimos cinco anos, o número de representações bancárias aumentou de 22 para 47, o que representa mais de 10% do total dos balcões existentes em Moçambique.

De acordo com António Pinto de Abreu, vice-governador do BM, esta atracção por Nampula é o resultado do dinamismo da sua economia.

Falando na inauguração do primeiro balcão do Banco Único, em Nampula, Pinto de Abreu justificou que a economia da província de Nampula está a estruturar-se como plataforma logística, face à entrada em funcionamento de projectos de exploração de recursos minerais como as areias pesadas de Moma e futuramente a extracção de gás de Rovuma.

“Os projectos na área ferro-portuária e aeroportuária de Nacala, na Zona Económica Especial, são exemplos inequívocos desta especialização da província de Nampula”, referiu Abreu.

Há cinco anos Nampula contava apenas com 22 balcões, o que correspondia a oito por cento do universo dos balcões de Moçambique.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH