Banco de Moçambique reduziu para 12,5% taxa de cedência de liquidez à banca comercial

14 June 2012

O Banco de Moçambique reduziu em 100 pontos base para 12,5% a taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez e em 25 pontos base para 8% o coeficiente de reservas obrigatórias, informou em comunicado o banco central moçambicano.

Nos termos do comunicado, a Comissão de Política Monetária do banco decidiu ainda manter em 3% a taxa de juro da facilidade permanente de depósitos e intervir no mercado interbancário a fim de assegurar que a massa monetária em circulação não ultrapasse 36 783 milhões de meticais.

A facilidade permanente de cedência de liquidez é o mecanismo através do qual a banca comercial pode financiar-se junto do banco central e o coeficiente de reservas obrigatórias é a percentagem dos depósitos que os bancos comerciais têm de depositar no banco central a fim de se prevenirem contra possíveis choques.

A redução destas taxas é um sinal que o Banco de Moçambique emite aos bancos comerciais no sentido de reduzirem as taxas de juro a aplicar nas suas relações com particulares e permitir mais financiamento ao sector privado.

No comunicado, o Banco de Moçambique adiantou que as decisões anunciadas decorrem da análise das tendências de curto e médio prazo da inflação e de outros indicadores macroeconómicos e do facto de continuarem a existir condições propícias para que haja uma maior expansão do financiamento bancário ao sector privado, respeitando os objectivos finais de crescimento económico e inflação estabelecidos para 2012. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH