Fórum empresarial China-Países de Língua Portuguesa divulga oportunidades de negócio em Cabo Verde

17 June 2012

O VIII Fórum de Empresários para a Cooperação entre a China e os Países de Língua Portuguesa que se iniciou domingo na ilha do Sal é uma montra única para promover e divulgar oportunidades de investimento em Cabo Verde, disse o administrador executivo da Cabo Verde Investimentos.

Citado pela imprensa cabo-verdiana, Nuno Miguel Martins sustentou a sua tese no forte empenho manifestado por empresários dos países participantes, sobretudo do sector da banca.

Em declarações prestadas antes do início da reunião, o administrador da Cabo Verde Investimentos disse que a participação do Banco de Desenvolvimento da China é a que mais expectativa suscita, uma vez que vai proceder à apresentação do Fundo de Desenvolvimento do Fórum Macau, que poderá garantir projectos, tanto públicos como privados.

Nuno Martins adiantou haver igualmente a manifestação clara de interesse por parte de várias empresas chinesas sobretudo nos sectores das pescas e da protecção naval.

Os empresários cabo-verdianos estão em peso neste encontro do Sal, com destaque para a Empresa Nacional de Aeroportos e Segurança Aérea, Empresa Nacional de Administração dos Portos (Enapor) e empresas de construção e infra-estruturação, bem como a banca nacional que se fará representar por todas as instituições que operam no mercado interno, Banco Cabo-verdiano de Negócios (BCN), Caixa Económica (CECV), Banco Comercial do Atlântico (BCA), Banco Africano de Investimentos, Interatlântico e Banco Espírito Santo.

De assinalar o número de empresas da intermediação imobiliária turística inscritas no evento, casos do Resort Group, operadores turísticos e agências de viagem, bem como as companhias aéreas nacionais (TACV e Halcyonair), hotéis, instituições e serviços do Estado.

Nesta edição do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial, o segundo a decorrer em Cabo Verde desde que foi criada em 2003, participam entre 300 e 400 empresários, oriundos dos oito países de língua portuguesa, mais Macau e China.

O encontro, que tem como lema “Investimentos integrados para o Desenvolvimento Turístico Sustentável”, faz parte do Plano de Acção de Cooperação Económica e Comercial assinado em 2003, por ocasião do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial, e encerra na terça-feira, 19. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH