Sociedade Mineira de Catoca autorizada a prospectar diamantes no Cuanza Sul, em Angola

17 June 2012

O governo da província do Cuanza Sul autorizou a Sociedade Mineira de Catoca a realizar actividades de prospecção para a exploração de diamantes nas concessões mineiras do Gango e Quitúbia, após a conclusão dos trabalhos de sondagem, informou a empresa em comunicado.

Citado pela agência noticiosa angolana Angop, o comunicado, da Sociedade Mineira de Catoca informa que, em breve, vão ser instalados equipamentos nas áreas indicadas.

As tentativas de exploração do projecto Gango existem desde 2001 e no projecto Quitúbia foi elaborado um programa de prospecção, aquisição de mapas topográficos da concessão, visitas de campo para constatação do estado das estradas, pontes e a localização de uma área para a instalação da futura base logística.

No quadro do projecto, vão ainda ser realizados, nas duas concessões, trabalhos de desminagem, análise dos materiais geológicos já existentes, visitas de campo, abertura de vias de acesso, mobilização de equipamentos e recrutamento de especialistas.

Cada um dos dois projectos (Quitúbia e Gango) tem uma área de concessão de cerca de três mil quilómetros quadrados.

As duas iniciativas constituem os primeiros projectos diamantíferos da região de Cuanza Sul.

Com 12 municípios (Amboim, Cassongue, Cela, Conda, Ebo, Libolo, Mussende, Porto Amboim, Quilenda, Quibala, Seles e Sumbe), localizados numa área total de 55 600 quilómetros quadrados, a população do Cuanza Sul, estimada em 600 mil pessoas, tem como principais actividades a produção de café, a pesca, a criação de gado e o artesanato. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH