Empresa brasileira Odebrecht vai construir aproveitamento hidroeléctrico em Angola

21 June 2012

O ministro de Estado e da Coordenação Económica de Angola, Manuel Vicente, coloca hoje a primeira pedra para a construção do aproveitamento hidroeléctrico de Laúca, na província do Cuanza Norte, o maior a ser construído no país depois da barragem de Capanda.

O empreendimento, a ser erguido no Médio Cuanza, vai ter uma capacidade de produção de 2 067 megawatts, quatro vezes mais do que a de Capanda, indo produzir energia eléctrica para o norte e centro do país.

De acordo com uma nota do Ministério da Energia e Águas, citada pela agência noticiosa angolana Angop, o projecto está orçado em 370 milhões de dólares e deve ser executado num prazo de cinco anos e oito meses, estando as obras a cargo da construtora brasileira Odebrecht.

Em Maio passado, o ministro de Estado e da Coordenação Económica inaugurou duas subestações na província do Cuanza Sul, em Sumbe e Porto Amboim, obras que custaram 78,7 milhões de dólares e estiveram a cargo da Isolux Engenharia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH