Grupo brasileiro Camargo Corrêa controla totalidade do capital da Cimentos de Portugal

21 June 2012

O grupo brasileiro Camargo Corrêa, através da InterCement Austria Holding GmbH, passou a controlar 94,1% das acções do grupo Cimentos de Portugal (Cimpor), com sede em Lisboa, na sequência de uma Oferta Pública de Aquisição (OPA), de acordo com informação do regulador do mercado.

Antes do lançamento da Oferta Pública de Aquisição, o grupo brasileiro já detinha 32,9% do capital social da Cimpor, empresa produtora de cimento com sede em Lisboa.

De acordo com o comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Camargo Corrêa adquiriu 188,31 milhões de acções por 1,03 mil milhões de euros e mais 84,9 milhões de acções por 470 milhões de euros, o que significou um investimento total de 1,5 mil milhões de euros.

O resultado da Oferta Pública de Aquisição lançada pela Camargo Corrêa tira da cimenteira os principais investidores portugueses, nomeadamente o grupo financeiro estatal Caixa Geral de Depósitos, que detinha 9,6%, o fundo de pensões do Banco Comercial Português, com 10%, e o empresário Manuel Fino, que detinha 10,7%.

Em resultado da OPA, a Cimpor, com activos em Portugal, Brasil, China e países africanos, sairá da Bolsa de Lisboa hoje, sexta-feira, passando então, após oferta potestativa, em que os accionistas são obrigados a vender, a deter 100% da cimenteira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH