Parceria da brasileira Embraer na China vai construir aviões executivos Legacy 600/650

21 June 2012

A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e a Aviation Industry Corporation of China (Avic) assinaram um acordo para a construção na China dos aviões a jacto executivos Legacy 600/650, informou o grupo brasileiro em comunicado divulgado quinta-feira no Rio de Janeiro.

Nos termos do acordo, os aviões serão construídos utilizando as infra-estruturas, recursos financeiros e mão-de-obra da parceria Harbin Embraer Aircraft Industry Co. (HEAI), que iniciou a actividade em 2002.

O acordo tem por base o entendimento das partes no que respeita à procura potencial de aviões a jacto executivos na China e ao interesse em manter a parceria, sendo que o primeiro avião a ser construído pela HEAI deverá ser entregue no final de 2013.

A Embraer está presente na China desde 2000, quando inaugurou o escritório de representação em Pequim, tendo em Junho de 2010, devido à crescente base de clientes, estabelecido a sua primeira subsidiária naquele país, a Embraer (China) Aircraft Technical Services Co., centrada no apoio pós-vendas.

Até ao momento, a Embraer tem 154 encomendas confirmadas no mercado chinês, com 116 aeronaves já entregues, país onde detém cerca de 78% do mercado de aviação regional.

A Aviation Industry Corporation of China (Avic) foi fundada em Novembro de 2008 na sequência da reestruturação e consolidação da China Aviation Industry Corporation I (Avic I) e da China Aviation Industry Corporation II (Avic II), dispondo de capacidade para fornecer serviços em toda a cadeia de valor do sector da aviação.

A Harbin Embraer Aircraft Industry Co. foi constituída em Dezembro de 2002, ao abrigo de um acordo de parceria entre a Embraer e a China Aviation Industry Corporation II (Avic II), na ocasião para produzir na China os aviões a jacto ERJ145. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH