Província de Tete, em Moçambique, vai ter uma fábrica de cimento

25 June 2012

Uma nova fábrica de cimento deverá começar a ser construída na província de Tete, Moçambique, no decurso do segundo semestre do ano, disse o director nacional da Indústria, Sidónio dos Santos, ao matutino Notícias, de Maputo.

Aquele responsável adiantou que a futura fábrica terá a designação “Biworld International” e disporá de capacidade para produzir 500 mil toneladas de cimento por ano.

Sem divulgar muitos pormenores, dos Santos revelou que a unidade fabril será construída no distrito de Changara e a sua edificação está dependente de uma outra do mesmo grupo de accionistas que será construída no distrito de Chibabava, província de Sofala, sendo que esta última terá uma capacidade instalada de produção de um milhão de toneladas de cimento por ano.

Devido à falta de fábricas de cimento, as empresas de construção civil localizadas em Tete recorrem à fábrica do Grupo Cimpor de Nacala e, por vezes, fazem importações directas, o que é bastante caro, de acordo com o Notícias.

“O esforço do Governo é de aumentar a actual capacidade interna de produção de cimento, estimada em dois milhões de toneladas por ano, para sete milhões, de modo a reduzir o défice que se acentua à medida que o tempo passa”, indicou o director nacional da Indústria.

Em termos de necessidades actuais o país precisa de cerca de 2,3 milhões de toneladas de cimento por ano, sendo que a o consumo deste produto cresce a uma taxa de 7% ao ano.

A par daquela fábrica, foram já autorizadas pelo governo de Moçambique as fábricas Cimentos da Beira (Sofala), S and S Cimento (Matola), Africa Great Wall (Magude) e China Mozambique – Cement and Mining Development (Cheringoma). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH