Economia de Cabo Verde cresceu 5,1% em 2011, menos do que o previsto

26 June 2012

O ritmo de crescimento da economia cabo-verdiana abrandou para 5,1% em 2011 contra uma previsão inicial de 5,6%, informou o Banco de Cabo Verde, de acordo com o relatório relativo a 2011 segunda-feira divulgado na cidade da Praia.

Não obstante o abrandamento registado, o banco central cabo-verdiano adianta que mesmo assim a economia do arquipélago revelou a sua elasticidade face à crise financeira do maior parceiro do país – a Zona Euro – suportando-se, sobretudo, na dinâmica de investimentos (privados e públicos) e, a nível dos sectores de actividade, no desempenho do turismo, da indústria e das pescas.

A inflação atingiu 4,5%, em resultado da repercussão nos preços domésticos da aceleração dos preços internacionais de bens energéticos e alimentares transformados, produtos essencialmente importados.

“As contas externas deterioraram-se significativamente em 2011 tendo o défice em conta corrente atingido 17% do PIB, determinado pela aceleração das importações de bens, redução dos donativos e diminuição das exportações e dos serviços de transportes aéreos”, lê-se no relatório anual do Banco de Cabo Verde.

O excedente de capital reduziu-se acentuadamente com a conclusão dos projectos financiados pelo primeiro compacto do Millennium Challenge Account, os influxos de investimento directo estrangeiro diminuíram 21,6%, tendo em consequência as reservas internacionais líquidas do país diminuído 33 milhões de euros, passando a garantir 3,2 meses de importação. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH