Governo de Moçambique vai abrir concurso para estudos de viabilidade económica do porto de Techobanine

12 July 2012

O concurso público para a selecção da empresa que irá realizar os estudos de viabilidade económica da construção do porto de águas profundas de Techobanine, na província de Maputo, vai ser lançado dentro de semanas, disse o ministro dos Transportes e Comunicações.

Em declarações ao matutino estatal Notícias, de Maputo, o ministro Paulo Zucula disse ter sido recentemente concluído o plano-director do projecto, cuja proposta deverá ser apresentada nos próximos tempos ao Conselho de Ministros.

O complexo portuário deverá ocupar uma área de 30 mil hectares, havendo uma zona adicional de 11 mil hectares para o desenvolvimento industrial, e dispor de capacidade para processar 200 milhões de toneladas de carga diversa por ano, desde a geral, a granel, minérios, combustível e passageiros.

A região de Techobanine fica a 70 quilómetros de Maputo e a 20 quilómetros da Ponta do Ouro, zona de praias que faz fronteira com a África do Sul.

Paulo Zucula disse ainda que depois de concluídos os estudos de viabilidade económica, seguir-se-á o lançamento do concurso para a realização de estudos de engenharia do projecto.

Projectado para ser executado, conjuntamente, pelos governos de Moçambique e do Botswana com o envolvimento do sector privado, o porto de Techobanine será construído em regime de concessão para as diferentes componentes previstas e, segundo o ministro Zucula, será um complemento às infra-estruturas do género já saturadas pelo tráfego existentes na região. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH