Três grupos chineses vão executar obras em Angola financiadas pelo Banco ExIm da China

16 July 2012

Três grupos chineses foram escolhidos para executar projectos em Angola que vão ser financiados ao abrigo de 17 acordos no montante global de 500 milhões de dólares assinados pelo governo com o Banco de Exportações e Importações da China, informou o angolano Novo Jornal.

Os acordos destinam-se à construção de diferentes infra-estruturas em Angola, com as obras a serem executadas de forma descentralizada pelos governos provinciais e os grupos chineses escolhidos foram o Sinohydro Corp, que fica com a maior parte das adjudicações, China National Machinery Industry Corp e China Road and Bridge Construction, que obteve apenas uma obra.

Orçadas em 547,5 milhões de dólares, estas obras vão contar com uma comparticipação directa do Estado angolano de 54,7 milhões de dólares.

Carlos Alberto Lopes, ministro das Finanças de Angola, destacou a importância destes acordos para o desenvolvimento do país e o vice-presidente do Banco ExIm da China, Liu Chen, salientou que a sua assinatura reflecte o interesse da China em apoiar o processo de reconstrução de Angola.

O projecto de mais elevado valor, 53 milhões de dólares, foi adjudicado à Sinohydro Corp e diz respeito à instalação e ampliação das redes de média e baixa tensões na cidade de Menongue, na província do Cuando Cubango.

O mesmo grupo chinês obteve o contrato para a obra de menor valor, 16,5 milhões de dólares, que visa a construção e apetrechamento do Hospital Municipal de Saurimo, na província da Lunda Sul. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH