Grupo mineiro Anglo American entrou na exploração de carvão em Moçambique

24 July 2012

O grupo mineiro Anglo American adquiriu uma participação de 58,9% na Minas do Revobué, um projecto mineiro na província de Tete, em Moçambique, pela soma de 540 milhões de dólares australianos (555 milhões de dólares), informou o grupo em comunicado divulgado em Londres.

O vendedor é o grupo australiano Talbot, propriedade do magnata Ken Talbot, falecido num acidente de aviação em África e que, desde então, se está a desfazer de praticamente todos os seus activos.

O grupo Anglo American obteve, assim, uma participação de controlo num projecto carbonífero com reservas avaliadas em 1 400 milhões de toneladas de carvão de coque e carvão térmico com exploração a céu aberto e potencial para exportar entre 6 a 9 milhões de toneladas por ano.

Os dois outros parceiros neste projecto carbonífero são a Nippon Steel Corporation, do Japão, com 33,3% e o grupo siderúrgico POSCO da Coreia do Sul com 7,8%.

De acordo com Cynthia Carroll, presidente executiva do grupo Anglo American, este negócio deverá ficar concluído no decurso do terceiro trimestre do ano.

O Anglo American já tinha tentado entrar na exploração de carvão em Moçambique através de aquisições quando apresentou uma proposta de compra do grupo australiano Riversdale Mining, negócio que foi ganho pelo grupo anglo-australiano Rio Tinto. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH