China State Grid Corp pretende investir no projecto Cesul em Moçambique

26 July 2012

A China State Grid Corp pretende investir 1,7 mil milhões de dólares no projecto Centro-Sul (Cesul) em Moçambique que se destina a transportar energia eléctrica produzida em Cahora Bassa até aos centros de consumo, no sul do país, noticiou a revista Exame Moçambique.

Concluídos os estudos de viabilidade suportados pelo Banco Europeu de Investimento, o governo de Moçambique está a pormenorizar os diversos componentes da futura rede de transporte, para posteriormente seguir para a fase de mobilização dos financiamentos e o lançamento das respectivas concessões.

Fontes citadas pela revista adiantaram que a entrada da empresa portuguesa Redes Energéticas Nacionais (REN) no capital da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) pode ser o atalho que faltava para que a China State Grid Corp entrasse no projecto, um dos dois grandes investimentos previstos para o sector eléctrico em Moçambique, sendo o outro a construção do aproveitamento hidroeléctrico de Mpanda Nkua.

A China State Grid Corp entrou no capital da HCB ao ter adquirido ao Estado português uma participação de controlo na REN, de 25%, no âmbito de um pacote de privatizações incluídas no programa de saneamento financeiro de Portugal.

A entrada da REN no capital da HCB representou, por seu turno, a conclusão do dossier relativo à barragem envolvendo os Estados de Portugal e Moçambique em que este último passou a deter 85% do capital da empresa e uma fatia adicional de 7,5% a ser tomada por um investidor escolhido pelo governo moçambicano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH