Bauxite Angola pretende continuar projectos na Guiné-Bissau

14 August 2012

A Bauxite Angola informou o governo da Guiné-Bissau que está disponível para retomar o projecto mineiro no sul do país e continuar as obras de construção do porto de águas profundas em Buba, disse terça-feira em Bissau o assistente de comunicação e imagem da empresa angolana.

No final de uma reunião que o presidente da empresa angolana, Bernardo Campos, manteve com elementos do Governo de transição da Guiné-Bissau saído do golpe de Estado de 12 de Abril, Tegna Na Fafé disse que a empresa nunca abandonou os trabalhos de prospecção para a exploração de bauxite.

“A delegação veio dizer às autoridades de transição que a Bauxite Angola esteve e está na Guiné-Bissau, onde vai continuar com os trabalhos de exploração do bauxite e de construção do porto de Buba”, disse o assistente de comunicação e imagem da empresa angolana, citado pela agência noticiosa portuguesa Lusa.

Na reunião com os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Vaz, da Economia, José Biai e dos Recursos Naturais, Daniel Gomes, Bernardo Campos informou da disposição da Bauxite Angola em prosseguir os trabalhos conducentes à exploração do minério à luz dos acordos assinados com o anterior governo guineense, disse ainda Tegna Na Fafé.

A Bauxite Angola é uma empresa mista de direito angolano, criada para realizar operações de mineração e investimento em diversos domínios, sendo, desde Setembro de 2007, titular de direitos mineiros sobre os jazigos de bauxite da Guiné-Bissau.

Estudos geológicos apontam para a existência de importantes jazigos de bauxite na localidade de Boé, situada a cerca de 240 quilómetros a sudeste de Bissau, com reservas estimadas em 113 milhões de toneladas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH