Empresa portuguesa ganha contrato com a Rio Tinto em Moçambique

21 August 2012

Maquinistas da Fernave, empresa do grupo estatal CP – Comboios de Portugal, vão conduzir as locomotivas dos comboios que irão transportar de Tete para o porto da Beira o carvão extraído pelo grupo Rio Tinto em Moçambique, noticiou o jornal português Público.

O contrato entre a Fernave e a Rio Tinto, no valor de 1,2 milhões de euros, estipula que a empresa da CP preste assistência técnica e forneça recursos humanos (maquinistas e inspectores de tracção) à operação ferroviária do corredor da Beira.

A própria Rio Tinto recrutou como director de operações um ex-administrador da Comboios de Portugal.

“As multinacionais estão a integrar novo material circulante e novos métodos de trabalho e é preciso formar recursos humanos locais e, ao mesmo tempo, assegurar os serviços que já estão em curso”, disse Rui Lucena, administrador da Fernave, ao jornal.

Além de Moçambique, a Fernave já está presente em Angola, onde presta serviços de formação ao pessoal do caminho-de-ferro de Luanda, que recentemente retomou as ligações entre a capital angolana e a cidade de Malanje. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH