Governo da Guiné-Bissau quer renegociar contrato com a empresa Bauxite Angola

23 August 2012

O governo de transição da Guiné-Bissau pretende renegociar as quotas fixadas com a empresa angolana Bauxite Angola que vai explorar os depósitos de bauxite existentes na localidade de Boé, disse quarta-feira em Bissau o porta-voz Fernando Vaz.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, o porta-voz disse ainda que o governo de transição, liderado pelo primeiro-ministro Rui de Barros, comunicou ao presidente da Bauxite Angola, Bernardo Campos, que não está de acordo que a Guiné-Bissau detenha apenas 10% das quotas da empresa e que a empresa angolana fique com os restantes 90%.

“A questão do Bauxite Angola é uma situação particularmente chocante para qualquer guineense, sendo inadmissível e incompreensível que um país detentor de um bem, de um recurso natural, dê a um outro país esse recurso natural de uma forma pouco clara”, observou Fernando Vaz. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH