China investiu 3,5 mil milhões de reais no mercado de capitais do Brasil em 2011

2 September 2012

Os investimentos chineses no mercado de capitais do Brasil ascenderam a 1,5 mil milhões de reais em 2010 e 3,5 mil milhões de reais (1,72 mil milhões de dólares) em 2011, afirmou quinta-feira no Rio de Janeiro o presidente da BM&FBovespa, de acordo com a imprensa brasileira.

Edemir Pinto, que qualificou aqueles montantes de “diminutos”, salientou que “o potencial é muito grande”, no decurso do 3º Fórum do Mercado de Capitais Brasil-China, organizado BM&FBovespa, a bolsa de valores, mercadorias e futuros de São Paulo.

Depois de os dois primeiros encontros se terem centrado no conhecimento mútuo da regulação dos dois mercados, este terceiro encontro centrou-se nos negócios em acções entre os dois países tendo uma das conclusões da BM&FBovespa sido que os o melhor negócio para investidores chineses, concretamente índices e fundos de índices, conhecidos na terminologia anglo-saxónica por ETF ou “Exchange Traded Funds”.

Estas oportunidades de investimento irão ser debatidas em mais pormenor no decurso do próximo Fórum, o 4º, a ter lugar em Setembro de 2013 em Pequim.

Nesta reunião no Rio de Janeiro, a BM&Fbovespa assinou um memorando de entendimento com a China Universal Asset Management, uma das maiores sociedades gestora de capitais da China autorizada a efectuar investimentos no estrangeiro.

O memorando visa aproximar as duas instituições, facilitar contactos com participantes do mercado e órgãos reguladores, além de permitir troca de informações e possibilitar o desenvolvimento de novos negócios no futuro. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH