Plano Director de Gás Natural vai ser apresentado em Moçambique

2 September 2012

O Instituto Nacional do Petróleo (INP) de Moçambique vai apresentar o Plano Director de Gás Natural, um instrumento que define as linhas-mestras para a execução de projectos que usem aquele recurso, informou o presidente da instituição, Arsénio Mabote.

O presidente do INP, que falava no âmbito da 48ª edição da Feira Internacional de Maputo (Facim 2012), que esteve aberta até domingo em Ricatla, distrito de Marracuene, província de Maputo, disse ainda que o plano, a ser apresentado dentro de dias, salienta a necessidade de adicionar valor ao gás natural a ser extraído.

De acordo com Arsénio Mabote, citado pelo matutino Notícias, de Maputo, o documento deverá ser submetido à aprovação pelo governo até finais de Setembro corrente.

Mabote frisou que Moçambique já produz gás para exportação, carecendo, contudo, de um instrumento orientador pelo que o plano director vem colmatar esse vazio ao estabelecer, entre outros aspectos, a definição de prioridades no uso daquele recurso destacando a produção de adubos, de metanol e de produtos petroquímicos como plásticos.

As reservas potenciais do gás em Moçambique ascendem a 150 biliões de pés cúbicos, devendo o governo lançar um novo concurso internacional para a exploração de novas áreas em finais deste ano ou início de 2013. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH