Governo de Moçambique pretende melhorar gestão das finanças públicas

6 September 2012

A Visão das Finanças Públicas 2011-2025 é um instrumento que define o quadro orientador do processo de reformas a realizar nos próximos 13 anos, afirmou quinta-feira na Matola, arredores de Maputo, o ministro das Finanças de Moçambique Manuel Chang.

Afirmando que este documento vai permitir ao Estado alcançar um nível de excelência na gestão e governação das finanças públicas, Chang salientou que já se sentia a falta de instrumento do género para satisfazer as exigências da execução de reformas na gestão de finanças públicas.

Por seu turno, Augusto Sumburane, director do Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças, afirmou que o documento tem por objectivo, entre outros aspectos, aumentar a receita e a poupança internas.

“Pretende-se igualmente garantir a melhoria da administração e gestão prudente do património e das participações e do sector empresarial do Estado, bem como da dívida pública, de previdência e segurança social, integrando-os todos no ‘e-Sistafe’ (e-Sistema de Administração Financeira do Estado), a nova plataforma informática”, realçou Sumburane.

De acordo com o diário Notícias, de Maputo, o lançamento da “Visão das Finanças Públicas” ocorreu no último dia de trabalhos do VI Conselho Coordenador do Ministério das Finanças, reunião iniciada quarta-feira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH