Portugal assumiu liderança do IDE em Moçambique no 1º semestre

17 September 2012

Portugal foi o país cujas empresas mais investiram em Moçambique no decurso do primeiro semestre com 5 projectos e um investimento conjunto de 116 milhões de dólares, de acordo com dados do Centro de Promoção de Investimentos (CPI) obtidos pela macauhub em Maputo.

Nos segundo e terceiro lugares posicionaram-se a África do Sul e as Ilhas Maurícias, que investiram respectivamente 56 milhões e 30 milhões de dólares, surgindo a China em quarto lugar com 7 projectos de investimento e um valor conjunto de 24 milhões de dólares.

Os dados do CPI, que analisam 28 países, indicam que a Itália, por exemplo, com pouco mais de 2 milhões de dólares surge na 10ª posição da lista que é fechada com os Países Baixos cujas empresas aplicaram em Moçambique 50 mil dólares num projecto de investimento.

No primeiro semestre o investimento directo estrangeiro cifrou-se em 293 milhões de dólares, de que 76 milhões se destinam a serem aplicados na indústria, 63 milhões nos serviços, 35 milhões de dólares no turismo e hotelaria e 67 milhões de dólares na banca e seguros.

A cidade de Maputo absorveu cerca de 107 milhões de dólares, seguida da província de Tete com 79 milhões e a província de Maputo, excluindo a capital, que chamou a si 37 milhões de dólares.

Moçambique é o 14º de um conjunto de 15 países africanos que registaram maior número de projectos de IDE entre 2003 e 2011, de acordo com um estudo da empresa de consultoria Ernst & Young apresentado em Maio passado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH