Chefe do Executivo de Macau defende maior cooperação com a cidade de Pequim

27 September 2012

Macau e o município de Pequim devem aprofundar a cooperação, disse quinta-feira na capital da China o Chefe do Executivo de Macau, que apontou como vantagens do território as suas “estreitas relações” com o mundo de língua portuguesa e com a União Europeia.

Na abertura do 1º Simpósio de Intercâmbio Económico-Comercial Pequim-Macau, Chui Sai On adiantou que a cooperação entre as duas cidades fará com que Macau se desenvolva ainda mais como “centro mundial de turismo e lazer” e como plataforma de serviços” entre a China e os países de língua portuguesa.

O encontro, que passará a realizar-se uma vez por ano, alternadamente em Pequim e Macau, visa “elevar o nível da cooperação bilateral”, tornando-a “mais consolidada e abrangente”, indicou o Chefe do Executivo.

A abertura do simpósio, co-presidida por Chui San On e pelo presidente da câmara de Pequim em exercício, Wang Anshun, ficou marcada pela assinatura de vários acordos de cooperação no domínio do turismo, protecção de investimentos, indústrias criativas e outras áreas.

O programa inclui também uma exposição de produtos de Macau, com cerca de uma centena de empresas, entre as quais nove portuguesas.

Números citados pela imprensa de Macau, dão conta de que no primeiro dia deste simpósio empresas de ambas as cidades assinaram contratos no valor de 2,57 mil milhões de yuan (405 milhões de dólares), 13 dos quais relativos aos sectores criativo e cultural. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH