Francesa Orange interessada em São Tomé e Príncipe

9 October 2012

A empresa de telecomunicações Orange, do grupo France Telecom, poderá vir a iniciar operações em São Tomé e Príncipe, afirmou segunda-feira em São Tomé Yves Roggier, quadro superior da empresa, citado pela agência noticiosa pan-africana Panapress.

No final de uma audiência concedida pelo primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, Yves Roggier, igualmente presidente da ACE “African Coast to Europe”, um consórcio de 20 empresas responsável pela colocação e gestão do cabo submarino ligando países da África Ocidental à Europa, limitou-se a dizer que a Orange está em diversos países africanos e que há interesse em instalar-se no arquipélago são-tomense.

A Companhia Santomense de Telecomunicações, comparticipada pela Portugal Telecom, é a única empresa que opera no mercado de São Tomé e Príncipe há largos anos.

O afirmação de Yves Roggier teve lugar numa altura que a ACE inaugurou em São Tomé a estação de São Gabriel, onde já se encontra amarrado o cabo de fibra óptica que, com cerca de nove mil quilómetros, liga o continente europeu através da França à África Ocidental.

A Orange, que opera em vários países do continente, lidera este projecto que tem um custo estimado em 700 milhões de dólares, dos quais 25 milhões desembolsados por São Tomé e Príncipe.

José Diogo da Graça, presidente da STP Cabo, empresa nacional responsável pela gestão do cabo submarino no país, anunciou que em Janeiro de 2013 será iniciada no arquipélago a comercialização do acesso à Internet em banda larga. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH