Moçambique alarga crédito para pescadores artesanais

6 November 2012

Duzentos e dois projectos de aquacultura e de pesca artesanal sedeados em sete províncias de Moçambique começam a receber a partir de 2013 crédito para a produção, conservação, processamento, transporte e comercialização de pescado, no quadro de um programa de melhoramento das condições de vida das comunidades pesqueiras, escreve hoje o jornal Notícias.

Inscrito no Plano Económico e Social para 2013, o projecto vai beneficiar 30 comunidades de pescadores artesanais e aquacultores da província de Gaza; 15 de Inhambane, 50 de Sofala; 20 da Zambézia; 40 de Manica; 7 de Nampula e 40 da província de Cabo Delgado.

Paralelamente, outros 1253 intervenientes no desenvolvimento da aquacultura e pesca artesanal vão receber formação em matérias de extensão pesqueira e aquícola, uma acção que deverá decorrer em todas as províncias moçambicanas.

O Governo prevê ainda para 2013 investir na motorização de 106 embarcações da pesca de pequena escala e de outras de maior dimensão em Nampula (16), Tete (8), Zambézia (16), Sofala (18), Inhambane (20), Gaza (2), Cabo Delgado ( 6), Niassa (6) e Maputo (2).(macauhub)

MACAUHUB FRENCH