Economia de Portugal com contracção de 1,6% em 2013 e de 3% este ano

13 November 2012

A economia de Portugal deverá contrair-se 1,6% em 2013, anunciou terça-feira em Lisboa o Banco de Portugal, revendo em alta a anterior previsão de estagnação ou uma taxa de 0% e igualmente superior à previsão de uma quebra de 1% antecipada pelo governo português.

Para este ano, o banco central manteve a anterior previsão que aponta para uma quebra de 3%, valor semelhante ao previsto pelo governo e pela comissão tripartida que está a acompanhar o processo de ajuda financeira a Portugal.

“A recessão prevista para o próximo ano é pressionada em especial por uma revisão significativa das perspectivas para a procura interna”, lê-se no Boletim Económico de Outono divulgado pelo Banco de Portugal.

Nas previsões de Verão, divulgadas a 10 de Julho, a instituição previa que a procura interna, em 2013, registasse uma queda de 1,4% mas o banco central antecipa agora uma queda de 4,5%.

“Para este resultado contribui uma revisão em baixa das perspectivas para o consumo privado, com a expectativa que as famílias se contraiam ainda mais no próximo ano do que o anteriormente esperado, depois de uma queda muito pronunciada já este ano”, acrescenta o Boletim Económico de Outono.

As previsões agora divulgadas apontam para uma queda no consumo privado de 5,8% em 2012 (em Julho a previsão era de 5,6%) e de 3,6% em 2013 (em Julho a previsão era de 1,3%). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH