Grupo Neuerth pretende construir em Angola fábrica de reciclagem de sucata de aço

21 November 2012

O grupo Neuerth pretende investir 150 milhões de dólares em Angola na construção de uma fábrica de reciclagem de sucata de aço para comercialização no mercado angolano, afirmou o presidente do grupo, Navien Shriram, ao jornal Sol.

Durante uma visita à unidade que o grupo detém em Viana, Luanda – de reciclagem de alumínio e outros elementos – Naviem Shriram adiantou que o grupo está nesta altura a decidir a localização do novo projecto, para o qual a Neuerth admite a entrada de um investidor angolano.

Na unidade de Viana, o grupo recicla alumínio, plásticos e ácido de baterias, além de óleos da indústria automóvel, sendo a recolha efectuada no Lobito, Lubango, Huambo, Namibe e Malanje.

O material reciclado, nomeadamente barras de alumínio, é exportado para países como a Índia, China, Coreia do Sul, Vietname, Argélia, Camarões, Etiópia e Benim a partir do porto de Luanda.

O director financeiro da unidade, Rajendra Karanth, disse que a fábrica, que representou um investimento de 20 milhões de dólares e iniciou a laboração em Abril de 2012, tem capacidade para produzir 1200 toneladas de barras de alumínio por mês.

A fábrica recicla ainda baterias de automóveis, em que o ácido é neutralizado para não poluir e o plástico é reutilizado para produzir granulado que é vendido internamente à indústria de moldes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH