Grupo mineiro ENRC anuncia construção de linha de caminho-de-ferro em Moçambique

22 November 2012

O grupo mineiro ENRC do Casaquistão vai construir uma linha de caminho-de-ferro para proceder ao escoamento de carvão da concessão em Tete, centro de Moçambique, para o porto de Nacala, no Oceano Índico, afirmou em Maputo o director da ERNC Coal Africa.

No decurso de uma conferência Coaltrans realizada na capital moçambicana, Paul Craven disse que a construção da linha de caminho-de-ferro terá início no primeiro trimestre de 2014 a fim de entrar em funcionamento no final de 2015 ou início de 2016.

Craven disse ainda que a linha terá uma capacidade inicial de transporte de 60 milhões de toneladas por ano, que poderá ser expandida para 100 milhões de toneladas em caso de necessidade.

O projecto anunciado pelo grupo ENRC será a segunda linha de caminho-de-ferro a ligar a província de Tete ao porto de Nacala, sendo a primeira do grupo brasileiro Vale que está a investir 4,4 mil milhões de dólares numa linha que passará pelo Malawi e na modernização e expansão do porto de Nacala.

Paul Craven não mencionou um valor para o custo de construção desta nova linha de caminho-de-ferro mas garantiu que a mesma seria competitiva.

O porto de águas profundas de Nacala, que permite a atracação de navios Panamax, é o melhor local para as exportações de carvão de Moçambique, contrariamente ao porto da Beira que tem de estar a ser permanentemente dragado a fim de aceitar navios de maiores dimensões. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH