Empresa Brasileira de Aeronáutica tem mais aviões a operar na China do que no Brasil

25 November 2012

A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) vendeu às transportadoras aéreas chinesas 160 aviões, 130 dos quais estão em operação, ao longo dos últimos 12 anos, “o que faz com que tenhamos mais aviões na China do que no Brasil”, disse o presidente da empresa.

Durante a Conferência Brasil-China realizada quinta-feira em São Paulo, Frederico Fleury Curado disse ainda que o mercado chinês representa 5% a 10% dos negócios da empresa.

A Embraer abriu em 2000 um escritório de representação em Pequim e em 2002 teve lugar a abertura de uma fábrica em Harbin, na região norte do país, numa parceria com a Avic (Aviation Industries of China).

Em 2010 a empresa chegou a considerar o encerramento da fábrica na China devido aos projectos do governo chinês de construir aviões que entrariam em concorrência directa com os Embraer ERJ 145, tendo a unidade sido reactivada depois de obtida licença para a produção de aviões a jacto executivos Legacy 600/650. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH