Governo de Moçambique despende 19 milhões de dólares na construção de um regadio

27 November 2012

O governo de Moçambique vai despender 19 milhões de dólares na construção de um sistema de regadio em Govuro, um distrito da província de Inhambane que, apesar de ser atravessado pelo rio Save, é ciclicamente assolado pela seca, informou a agência noticiosa moçambicana AIM.

A agência informou ainda que a primeira pedra para a construção do regadio de Chimunda, com capacidade para irrigar dez mil hectares, foi lançada terça-feira, data em que foi igualmente assinado com a empresa moçambicana Engenharia e Obras Públicas o contrato de adjudicação.

Inserido no Projecto de Irrigação do Vale do Save, a construção deste sistema estava inicialmente orçado em cerca de 20 milhões de dólares, valor que também incluía o projecto de regadio de Paúnde, em Mabote, um outro distrito da província de Inhambane igualmente ciclicamente assolado pela seca.

Agora este orçamento afigura-se ultrapassado, de acordo com a presidente do Fundo de Desenvolvimento Agrário, Celina Titosse, que salientou que enquanto decorre a construção deste regadio o governo vai procurar obter recursos para a execução do projecto de Paúnde, que também terá uma capacidade de irrigação de 10 mil hectares.

Para a construção do regadio de Chimunda, o governo conta com 2 milhões de dólares em fundos próprios, 10 milhões de dólares em financiamentos do Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África (BADEA) e 7 milhões de dólares do Fundo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo para o Desenvolvimento Internacional. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH