Mineira Beacon Hill Resources reduz previsão de extracção de carvão em Moçambique

3 December 2012

Os planos da mineira Beacon Hill Resources para produzir 4 milhões de toneladas de carvão por ano em Moçambique foram arquivados, com o plano de actividades a centrar-se agora no aumento da produção para 1,8 milhões de toneladas até Janeiro de 2013, informou a empresa em comunicado.

Num comunicado designado por “Actualização estratégica”, a nova direcção de Rowan Karstel estima precisar de apenas 16 milhões de dólares para aumentar a produção para 1,8 milhões de toneladas até Janeiro de 2013 e 2,8 milhões de toneladas no final do ano, contra um custo estimado de 150 milhões de dólares para alcançar 4 milhões de toneladas/ano.

Informando que o plano inicial mantém-se uma possibilidade caso seja possível estabelecer uma parceria com uma concessão próxima a fim de prolongar a vida útil das minas de Moatize, o comunicado salienta que numa fase inicial a exploração vai concentrar-se no carvão de coque, que tem mais valor comercial.

A direcção de Rowan Karstel anunciou igualmente estar convicta de que até final de Janeiro próximo conseguirá espaço na linha de caminho-de-ferro do Sena para transportar carvão até ao porto da Beira tendo provisoriamente chegado a acordo para o aluguer de material circulante ferroviário.

No início de Outubro passado, a empresa britânica anunciou estar a negociar com a estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) a obtenção de uma quota para o transporte de carvão na linha de caminho-de-ferro do Sena.

A Beacon Hill Resources pretende transportar carvão da bacia carbonífera de Moatize na província de Tete para o porto da Beira, na província de Sofala, ambas na região centro de Moçambique.

Actualmente, a Beacon Hill Resources está a transportar o carvão de Moatize para a Beira por via rodoviária, dispondo para esse efeito de uma frota de camiões. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH