Grupo português de transportes Rangel vai investir 5 milhões de dólares em Moçambique

4 December 2012

O grupo português de transportes Rangel vai investir 5 milhões de dólares em Moçambique nos próximos dois anos indo já em 2013 inaugurar uma filial em Nacala e construir um terminal logístico na capital, Maputo, informou o grupo em comunicado divulgado terça-feira.

No comunicado, o presidente do grupo, Eduardo Rangel, revelou que até Março de 2013 será aberta a filial a norte, em Nacala, e, em Abril, será iniciada a construção do terminal logístico em Maputo, que terá 4 mil metros quadrados, num investimento de 3 milhões de dólares.

Eduardo Rangel acrescentou que, além destes projectos, o grupo quer ainda criar uma rede de distribuição que cubra todo o território do Moçambique e, também, abrir uma outra filial na Beira.

“Há necessidade de melhorar e inovar os sistemas de logística no território moçambicano, nomeadamente nos segmentos do retalho alimentar, banca e distribuição de medicamentos”, disse o presidente do grupo.

Eduardo Rangel salientou que a estratégia da empresa para Moçambique envolve “um plano de desenvolvimento centrado no transporte internacional aéreo, marítimo e terrestre, sobretudo vindo da África do Sul, assim como no desembaraço aduaneiro, gestão de stocks, transportes especiais e na entrega ao cliente final”.

O grupo Rangel está presente em Espanha desde 2006 e desde 2007 em Angola, onde, além dos negócios próprios, representa a multinacional FedEx no transporte expresso internacional. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH