Grupo indiano JSPL pretende abastecer-se com carvão de Moçambique a partir do 1º trimestre de 2013

13 December 2012

O grupo indiano Jindal Steel and Power (JSPL) pretende começar a abastecer-se de carvão extraído em Moçambique a partir do início de 2013, disse o director-geral Naveen Jindal, de acordo com a agência noticiosa Press Trust of India.

“Depois de termos há cinco ou seis anos começado a procurar minas de carvão em Moçambique já estamos a produzir e espero que no primeiro trimestre de 2013 comecemos a receber algum do carvão que irá ser extraído”, disse ainda Naveen Jindal.

O director-geral da JSPL adiantou que a empresa continua à procura de oportunidades na exploração carbonífera, nomeadamente na África Ocidental e acrescentou “temos estado a visitar alguns países não havendo ainda nada de definitivo.”

A mina de Moçambique é importante em termos estratégicos para a Jindal atendendo a que contém tanto carvão térmico como de coque, indo a primeira variedade servir para alimentar a uma central térmica com uma produção prevista de 2640 megawatts de energia eléctrica.

O grupo JSPL, que dispõe actualmente de capacidade para produzir 3 milhões de toneladas de aço por ano e 2500 megawatts de energia eléctrica, pretende aumentar essa capacidade para 20 milhões de toneladas de aço e 21 mil megawatts de energia eléctrica, juntamente com a sua subsidiária Jindal Power, até 2020. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH