Banco Mundial retoma cooperação com a Guiné-Bissau

18 December 2012

O Banco Mundial vai retomar a cooperação com a Guiné-Bissau, continuando o apoio a projectos sociais que já estavam em curso, anunciou terça-feira em Bissau a directora de operações da instituição para o país, Vera Songwe.

Após uma reunião com o primeiro-ministro de transição, a responsável recordou que o Banco Mundial tinha congelado os apoios à Guiné-Bissau na sequência do golpe de Estado de 12 de Abril.

“Constatámos que havia muitos programas em curso no país de carácter social e decidimos retomá-los”, disse Vera Songwe, que salientou que os referidos programas envolvem um montante de 18 milhões de dólares.

A responsável, que justificou a decisão com a difícil conjuntura internacional e a vontade de o Banco Mundial estar ao lado da população guineense, disse que se tratam de projectos em áreas como a biodiversidade e pesca e infra-estruturas ligadas à Saúde e à Educação.

Entretanto, uma missão internacional conjunta reunindo membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), União Africana e União Europeia encontra-se em Bissau a fim de examinar a situação actual do país.

A missão internacional já se reuniu com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, Faustino Imbali, estando já agendados outros encontros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH