Consórcio chinês vai construir ilha artificial em Macau

2 January 2013

O consórcio liderado pelo grupo chinês China Road and Bridge Corporation (CRBC) vai construir em Macau uma ilha artificial no âmbito dos novos aterros autorizados pelo governo central em 2009, de acordo com um despacho publicado em Boletim Oficial.

As obras de construção da ilha, com cerca de 138 hectares, e de um dique vão custar 1,88 mil milhões de patacas (235 milhões de dólares).

As obras têm um prazo de 990 dias devendo ficar concluídas antes do final de 2015 e vão ser executadas pelo consórcio formado pela Companhia de Construção e Engenharia OMAS, China Road and Bridge Corporation (CRBC) e pela China Harbour Engineering Company, empresa pertencente ao mesmo grupo comercial, a China Communications Construction Company.

O consórcio venceu esta obra num concurso público no qual foram admitidas oito propostas, em que a proposta de valor mais elevado foi de 3,38 mil milhões de patacas (422,5 milhões de dólares), de acordo com a informação divulgada em Outubro pelo Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas (GDI). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH