Reconstrução do caminho-de-ferro de Benguela custou 1870 milhões de dólares

2 January 2013

A reconstrução da linha de caminho-de-ferro de Benguela (CFB), com conclusão prevista para o primeiro trimestre do ano com a chegada das composições ao Luau, vai custar ao Estado angolano 180 mil milhões de kwanzas (1870 milhões de dólares), informou a agência noticiosa angolana Angop.

A linha, que parte do Lobito, na costa do Atlântico, até ao Luau, província do Moxico, na fronteira com a República Democrática do Congo, tem uma extensão de 1032 quilómetros e recebeu a viagem inaugural, a 17 de Agosto passado, e composições comerciais entre as cidades do Cuito (Bié) e Luena (Moxico), uma de passageiros e outra de carga, a partir da segunda quinzena de Novembro.

Essas deslocações aceleraram as trocas comerciais entre as províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico, que formam o chamado “corredor do Lobito”.

Em 2012, a reconstrução de cerca de 400 quilómetros do CFB no troço Cuito-Luena, permitiu o arranque do projecto agro-pecuário de Sacassanje, iniciativa do governo angolano administrado por uma empresa israelita, que tem capacidade para produzir anualmente mais de 3,6 milhões de ovos, 38 mil quilos de carne caprina e mil toneladas de produtos hortícolas diversos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH