Governo de Macau pretende aplicar mais reservas financeiras em yuan

8 January 2013

A Autoridade Monetária e Cambial de Macau vai fazer mais aplicações financeiras em yuan indo ainda procurar ultrapassar o actual limite de 10 mil milhões de patacas (1250 milhões de dólares) definido pelo banco central da China, afirmou terça-feira o presidente da instituição.

Em resposta a questões colocadas pelos deputados da Assembleia Legislativa sobre qual a estratégia e os montantes obtidos com as aplicações financeiras, Anselmo Tang disse haver necessidade de mais “agressividade” e diversificação nos investimentos, inclusive aplicando parte das reservas financeiras de Macau “em outros pacotes com risco mais elevado.”

De acordo com dados oficiais divulgados em Dezembro de 2012, as reservas cambiais de Macau atingiam 131,8 mil milhões de patacas (16,51 mil milhões de dólares) no final de Novembro, em quebra de 1,5% ou 2,0 mil milhões de patacas relativamente ao mês anterior, quando atingiram 133,9 mil milhões de patacas (16,77 mil milhões de dólares).

De referir que as reservas do território representavam no final de Novembro cerca de 19 vezes a massa monetária em circulação medida pelo agregado M1.

O deputado e homem de negócios Chan Chak Mo disse que a aplicação das reservas era “conservadora” e argumentou que a taxa de retorno não deverá chegar para cobrir a taxa de inflação.

Anselmo Tang disse que a taxa de retorno tem-se situado em 1,5% tendo a maior parte das aplicações financeiras sido em moedas e obrigações.

Dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos indicam que a taxa de inflação em Macau situou-se em Novembro em 6,19% enquanto a inflação homóloga era de 5,72%. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH