Banco da China abre representação em Portugal em Março

13 January 2013

O Banco da China prevê abrir a sua primeira representação em Portugal em Março próximo, disse sexta-feira a presidente do Partido Socialista após um encontro em Pequim com o líder daquela instituição financeira estatal chinesa.

Será a primeira delegação de um banco chinês em Portugal, mas “há vários contactos” entre bancos dos dois países, salientou Maria de Belém Roseira à agência noticiosa portuguesa Lusa.

Maria de Belém Roseira terminou no sábado uma visita de seis dias à China, a convite do Partido Comunista Chinês, acompanhada por quadros dirigentes do PS e dez empresários, tendo sido a primeira delegação do género desde que os dois partidos estabeleceram relações políticas, há cerca de três décadas.

Em Pequim, a presidente do PS encontrou-se também com o presidente do Banco de Desenvolvimento da China, que concedeu um empréstimo ao grupo Energias de Portugal (EDP) no valor de mil milhões de euros e que voltará a emprestar mil milhões de euros no início de 2014, tal como ficou acordado por altura da privatização.

Já o Banco da China concedeu um empréstimo à EDP de 800 milhões de euros.

A China Three Gorges pagou cerca de 2,7 mil milhões de dólares por 21,35% do capital da EDP, tornando-se o maior accionista da eléctrica portuguesa e uma outra grande empresa estatal chinesa, a China State Grid Corp, comprou 25% do capital da Redes Energéticas Nacionais (REN) por 287,15 milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH