Empresa chinesa Dingsheng International Investment vai criar zona franca em Moçambique

22 January 2013

A empresa Dingsheng International Investment vai aplicar 500 milhões de dólares num projecto de criação de uma zona franca na cidade da Beira, na província de Sofala, informou o Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado (Gazeda).

O empreendimento da empresa chinesa, aprovado pelo governo de Moçambique em 2012, deverá denominar-se Zona Económica Especial de Manga-Mungassa e ficará integrado no recém-criado Corredor de Desenvolvimento Agrícola da Beira, destinado à expansão do sistema de irrigação e ao financiamento de empresas agrícolas em estágio inicial.

De acordo com o diário Notícias, de Maputo, o Gazeda informou ainda estarem já disponíveis 217 hectares para esta iniciativa, que incluirá a construção de armazéns para mercadorias, empreendimentos turísticos e instalação de unidades industriais.

Além desta iniciativa, está igualmente em curso um processo de negociação de três novos projectos de investimentos para a Zona Económica Especial de Nacala, na província de Nampula, e no Parque Industrial de Beluluane, em Maputo.

Sem avançar pormenores sobre o assunto, o Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado realçou que os três empreendimentos representarão um investimento de cerca de cinco mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH