Grupo estatal indonésio pretende controlar 60% do mercado de telefonia móvel em Timor-Leste

23 January 2013

O grupo estatal PT Telekomunikasi Indonesia (Telkom) pretende estar a controlar 60% do mercado de telefonia móvel em Timor-Leste no prazo de cinco anos através da sua recém-constituída subsidiária Telekomunikasi Indonesia International (Telin), de acordo com o jornal Jakarta Post.

No decurso da inauguração das instalações do grupo em Dili, capital de Timor-Leste, o presidente do grupo, Arief Yahya, disse que a Telin, que vai comercializar serviços de telefonia móvel com a marca Telkomcel, vai aplicar 50 milhões de dólares na construção da infra-estrutura necessária para operar.

Dizendo terem sido já instaladas 30 estações de transmissão, todas em Dili, Arief Yahya adiantou que até ao final de Abril serão instaladas mais 80 estações o que permitirá cobrir 95% do território de Timor-Leste.

O presidente da Telkom adiantou que a Telekomunikasi Indonesia International (Telin) conseguirá ganhar clientes à concorrência, tendo apresentado como vantagem comparativa a possibilidade de ligar a rede de Timor-Leste com a de Nusa Tenggara Timur, a parte ocidental da ilha, e com as redes em funcionamento na Indonésia.

No Verão de 2012, o governo timorense a atribuição das primeiras novas licenças de telecomunicações à Digicel Pacific Limited (Digicel) e à PT Telekomunikasi Indonesia International (Telin).

Pelo caminho ficaram PT Gapura Caraka Kencana (Indonésia) e Viettel Global Investment Joint Stock Company (Vietname). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH