Banco Mundial apoia comércio externo de São Tomé e Príncipe

28 January 2013

O governo de São Tomé e Príncipe e a Corporação Financeira Internacional, do grupo Banco Mundial, assinaram um acordo no sentido de facilitar o comércio externo do arquipélago, anunciou em São Tomé o ministro do Plano e Finanças, Hélio Almeida.

De acordo com o ministro, citado pela Portuguese News Network, o acordo inclui a criação de um “guichet único”, onde será processada toda a documentação relativa às operações de importação e de exportação e a instalação do sistema de informatização de dados aduaneiros.

O ministro Hélio Almeida anunciou ainda que a Corporação Financeira Internacional colocou à disposição do país um financiamento de 2,6 milhões de dólares para os próximos três anos.

Segundo Hélio Almeida, a finalidade é “simplificar os processos de desalfandegamento de mercadorias”, respeitando ao mesmo tempo os padrões internacionais.

Não obstante o centro ser a Direcção das Alfândegas, os demais intervenientes como a Empresa Nacional de Portos (Enaport), a Polícia Fiscal e as agências de navegação marítima terão também uma participação muito activa, disse ainda o ministro.

O chefe da missão da Corporação Financeira Internacional, Henri Rabarijohn, adiantou que nos próximos dois a três anos deverão estar em funcionamento “serviços para negócios de exportação do país, facilitar a importação bem como todos os processos do comércio”.

Fundada em 1956, a CFI ajuda empresas e instituições financeiras em mercados emergentes a criar empregos, gerar receitas tributárias, melhorar a gestão empresarial e o desempenho ambiental. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH