Distrito de Lugela, em Moçambique, vai voltar a produzir chá

4 February 2013

Investidores privados interessados na reactivação da empresa de produção de chá existente em Lugela, na província da Zambézia, assinaram uma escritura de compra e venda com o governo provincial, de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

Citando uma fonte do governo provincial, o jornal acrescentou estar a decorrer neste momento um levantamento para se apurar o número de famílias que ocupam a área de 4300 hectares pertencente à unidade fabril.

Apesar de ser considerado estratégico para a economia moçambicana, o sector do chá continua a atravessar uma fase caracterizada por uma fraca mobilização de investimentos público-privado, envelhecimento das plantas e baixa produtividade.

Estudos recentes mostram que no caso particular da Zambézia, a província onde se produz mais chá, dos mais de 30 mil hectares ocupados por plantas de chá apenas 10 mil é que estavam a ser explorados.

A fonte do governo da provincial disse ainda acreditar que a reactivação da unidade de Lugela pode contribuir para a criação de mais postos de emprego, mas também para a melhoria da qualidade de vida das populações bem como para a colecta de receitas necessários para o desenvolvimento da região.

Lugela é depois de Gurué, a região com maior potencial para a produção do chá em Moçambique. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH