Parte da produção da Mozal vai ser transformada em Moçambique

17 February 2013

Parte da produção da fundição de alumínio Mozal vai ser processada em Moçambique nos termos de um contrato assinado com a Midal Cabos, empresa com capitais do Bahrein, a funcionar no Parque Industrial de Beluluane, na província de Maputo, informou o matutino Notícias, de Maputo.

Nos termos do contrato, a Mozal vai abastecer a Midal com 50 mil toneladas de lingote de alumínio para a produção de cabos eléctricos e outros produtos com potencial para apoiar a indústria automóvel e de construção.

Na ocasião, o ministro da Indústria e Comércio, Armando Inroga, disse que o acordo terá a médio prazo um impacto significativo a nível da economia de Moçambique com a redução dos custos de construção e com a substituição de produtos importados por outros produzidos localmente.

“Temos estado a importar materiais de alumínio para sectores como construção, material eléctrico para projectos de electrificação e até para o sector automóvel, nomeadamente, jantes e calhas”, disse ainda o ministro.

A Midal Cabos é controlada pela Midal Cables, parceria constituída em 1977 pelos grupos Intersteel-Bahrain e Olex Cables-Australia e tem sede no Bahrein. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH