Fundo Monetário Internacional de regresso à Guiné-Bissau

19 February 2013

O reinicio das actividades do Fundo Monetário Internacional na Guiné-Bissau deverá significar o regresso de outros doadores internacionais, disse em Bissau o ministro das Finanças do governo de transição, Abubacar Demba Dahaba.

Uma missão do FMI encontra-se na Guiné-Bissau numa visita de prospecção tendo as declarações do ministro das Finanças sido proferidas após uma audiência concedida pelo primeiro-ministro do governo de transição, Rui de Barros, ao chefe da missão Maurice Villaverde.

O representante do FMI para a Guiné-Bissau disse ter aproveitado as consultas na capital para analisar e dar opinião sobre a proposta do Orçamento Geral do Estado para 2013, e ainda discutir as propostas de apoio, particularmente na área tributária e da reforma das finanças públicas.

O Fundo Monetário Internacional suspendeu a ajuda à Guiné-Bissau na sequência do golpe de estado de Abril de 2012, sendo este regresso dos técnicos do FMI encarado pelas autoridades de transição com um voto de confiança. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH