Incumprimento dos doadores reduziu em 2012 ajuda externa a Moçambique

21 February 2013

A ajuda externa representou apenas 27% na execução orçamental de 2012, cujo documento contemplava uma participação de 41,4%, devido aos sucessivos incumprimentos no desembolso dos recursos por parte dos doadores, afirmou o ministro das Finanças, Manuel Chang.

O Orçamento do Estado para 2012 previa uma despesa global de 163 mil milhões de meticais, dos quais 58,6% seriam financiados pela componente interna e o resto pela componente externa e se a execução da componente interna ultrapassou o previsto, a componente externa limitou-se a 27%.

De acordo com o jornal moçambicano O País, o ministro, que falava numa reunião no município da Matola sobre despesa pública, adiantou que o governo moçambicano tem feito uma ginástica enorme para cumprir os pressupostos orçamentais, nos últimos anos, devido aos sucessivos incumprimentos no desembolso dos recursos por parte dos doadores.

Por seu turno, o nível de arrecadação de receitas tem estado a crescer acima do previsto, tendo em 2012 registado um aumento de 21,7% em relação a 2011, ano em que a Autoridade Tributária arrecadou cerca de 95,9 mil milhões de meticais.

Com a fraca participação da componente externa, a despesa total do Estado moçambicano, em 2012, fixou-se em 137,9 mil milhões de meticais, o que representou uma quebra de 15,3% relativamente à despesa inscrita no Orçamento de Estado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH