Timor-Leste poderá explorar isoladamente gás natural do Mar de Timor

21 February 2013

Timor-Leste poderá desenvolver isoladamente o projecto de exploração de gás natural do Mar de Timor pondo termo à associação com a Woodside Petroleum da Austrália, afirmou quinta-feira em Dili o ministro do Petróleo e Recursos Minerais Alfredo Pires.

Divergências entre as partes surgiram sobre qual a estratégia a adoptar quanto à liquefacção do gás existente no bloco Greater Sunrise do Mar de Timor, com Timor-Leste a pretender a construção de um gasoduto para o processamento do gás no seu território e a Woodside Petroleum a defender a instalação no mar de uma plataforma com essa finalidade.

“Talvez decidamos avançar sozinhos mas isso é algo que terá de ser decidido em conjunto com o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Austrália”, disse Alfredo Pires.

O ministro disse ainda que o governo de que faz parte está a conferenciar com o ministro dos Recursos e da Energia da Austrália, Martin Ferguson, que na quinta-feira efectuou uma visita a Dili.

Um acordo sobre a partilha dos recursos existentes no Mar de Timor assinado entre a Austrália e Timor-Leste em Fevereiro de 2007 cessa no próximo sábado mas pode ser revisto numa data posterior caso as partes cheguem a um novo acordo ou estabeleçam novas fronteiras marítimas.

O governo de Timor-Leste, país independente desde 2002, pretende que a instalação da unidade de processamento de gás natural no seu território e empresas associadas represente o ponto de partida para o desenvolvimento económico do país. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH