Governo de Cabo Verde negoceia com Japão financiamento de duas centrais de produção de água dessalinizada

7 March 2013

O governo de Cabo Verde está a negociar com o Japão o financiamento total de um projecto que irá aumentar a produção de água potável a partir da água do mar na ilha de Santiago, disse quinta-feira o director do projecto, Pedro Alcântara.

O director do Projecto de Desenvolvimento dos Sistema de Abastecimento de Água Dessalinizada de Santiago adiantou que a obra está orçada em 130/140 milhões de euros e que o financiamento será decidido em Junho, na 5ª Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD-V).

Alcântara disse ainda à agência noticiosa portuguesa Lusa que a questão está a ser analisada com o director-adjunto do Departamento África da Agência do Japão para a Cooperação Internacional (JICA), que se encontra em Cabo Verde em reuniões de trabalho para preparar também a presença do arquipélago no TICAD-V.

Na reunião de Tóquio, de 1 a 3 de Junho, Cabo Verde estará presente com uma delegação política e económico-empresarial liderada pelo primeiro-ministro José Maria Neves.

Pedro Alcântara indicou que a ideia é reforçar a capacidade de produção de água dessalinizada, com a construção de duas centrais, cada uma com capacidade de produção de 20 mil metros cúbicos diários, tendo o respectivo estudo de viabilidade sido já entregue à JICA.

Actualmente, segundo Pedro Alcântara, as centrais dessalinizadoras da cidade da Praia, a capital do arquipélago, produzem diariamente cerca de 5000 metros cúbicos de água, a que se juntam outros 10 mil provenientes de furos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH