Cais flutuante para processamento de hidrocarbonetos inaugurado em Moçambique

12 March 2013

Um cais flutuante para o processamento de petróleo e de gás natural vai ser inaugurado na cidade de Pemba, em Cabo Delgado, facilitando a actividade das empresas que fazem a prospecção de hidrocarbonetos na bacia do Rovuma, informou o matutino Notícias, de Maputo.

Constituído por um aterro de acesso, com cerca de cem metros de comprimento e uma plataforma flutuante de acostagem capaz de receber dois navios em simultâneo, o novo cais é propriedade da estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), indo ser gerido pela empresa Bolloré Africa Logistics.

Em comunicado, a CFM informou que o novo cais flutuante, cuja construção custou cerca de 12 milhões de dólares, é o primeiro do género no país e foi concebido exclusivamente para manusear petróleo e gás, fazendo com que estes produtos deixem de ser processados no cais comercial do porto de Pemba.

Ilídia Rocha, directora de vendas da Bolloré Africa Logistics, disse que o novo terminal vai fornecer respostas rápidas e mais baratas às necessidades de manuseamento de gás e produtos petrolíferos comparativamente ao porto tradicional, o que vai permitir o desenvolvimento comercial do porto de Pemba e o consequente crescimento da economia naquela região do norte do país.

A construção do terminal petroleiro de Pemba é um projecto alinhado com o Plano Director para o Gás Natural em Moçambique, aprovado em 2012 no pressuposto de que apesar do grande potencial que possui, Moçambique tem poucas infra-estruturas e um grande défice de capital humano qualificado, factores que podem condicionar o objectivo de vir a ser um importante actor mundial em hidrocarbonetos, sobretudo em gás natural. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH