Australiana Aurizon mantém apoio à estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique

13 March 2013

A empresa australiana de caminhos-de-ferro Aurizon vai continuar a apoiar a estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) nas áreas de formação profissional e apoio logístico, disse quarta-feira na cidade de Mackay o director-geral da empresa.

À margem da visita que o presidente moçambicano, Armando Guebuza, efectuou às instalações da empresa naquela cidade australiana, Lance Hockridge salientou que as acções de formação têm-se centrado na gestão e operação de linhas férreas a fim de maximizar o funcionamento da linha do Sena, a única ligação ferroviária entre a província carbonífera de Tete e o porto da Beira.

“É uma linha de caminho-de-ferro muito velha e que foi muito danificada durante a guerra civil mas agora surgiu uma oportunidade para aumentar quantitativa e qualitativamente a sua capacidade e, particularmente, a forma como a mesma é operada, visando assegurar o transporte de passageiros e de outras mercadorias”, disse Hockridge, de acordo com a imprensa moçambicana.

Questionado sobre se será uma decisão sensata estar a ajudar a desenvolver uma empresa num país que poderá vir a ser um forte concorrente das exportações de carvão da Austrália, Hockridge disse ser essa eventualidade irrelevante, atendendo a que “a indústria carbonífera em Moçambique está atrasada cerca de 30 a 40 anos comparativamente à australiana.”

O Presidente de Moçambique efectua desde a passada segunda-feira uma visita oficial à Austrália. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH