Electricidade de Moçambique quer nova linha de transporte de energia para a zona norte

14 March 2013

A Electricidade de Moçambique (EdM) pretende construir uma segunda linha de transporte de energia eléctrica para garantir o abastecimento da região norte do país a partir do aproveitamento hidroeléctrico de Cahora Bassa, afirmou quinta-feira em Maputo um administrador da estatal.

Adriano Jonas, administrador com o pelouro da produção, transporte e telecomunicações da EdM, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que a nova linha, com uma extensão de 800 quilómetros, partirá de Caia, na província de Sofala, até Nacala, na província de Nampula, tendo um custo estimado em 500 milhões de dólares.

À margem de uma conferência internacional sobre gás natural realizada em Maputo, em que apresentou os desafios da EdM face às descobertas do gás no país, aquele responsável afirmou que a fase técnica do projecto deverá avançar a partir de 2014.

Moçambique prevê iniciar em 2018 a exportação de gás natural descoberto na costa marítima da província de Cabo Delgado, o que poderá elevar para 13% a contribuição dos recursos naturais para o Produto Interno Bruto contra os actuais 1,7%.

“Os pedidos de energia, sobretudo para a indústria, que chegam à EdM, são de tal ordem que com a infra-estrutura existente não é possível satisfazê-los”, disse Adriano Jonas, assinalando que a linha de transporte existente foi “construída há 30 anos e só pode fornecer um máximo de 200 megawatts.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH