Escocesa Aggreko vai vender energia eléctrica às estatais de Moçambique e da Namíbia

14 March 2013

A empresa escocesa Aggreko vai fornecer 122 megwatts de energia eléctrica à Electricidade de Moçambique (EdM) e à Nampower, a empresa pública de electricidade da Namíbia, nos termos de um contrato tripartido assinado quinta-feira, informou o matutino Notícias, de Maputo.

A energia eléctrica será produzida na central a gás natural localizada no Parque Gigawatt, na localidade de Ressano Garcia, no sul de Moçambique junto à fronteira com a África do Sul.

A assinatura do contrato surge após a EdM ter dado autorização para o fornecimento directo de energia à Nampower e conduzirá à divisão da capacidade instalada de 122 MW entre as duas empresas públicas, ficando a EdM com 32 MW e a NamPower com 90 MW, de acordo com respectivas necessidades.

A Aggreko construiu uma central eléctrica a gás natural em Ressano Garcia, em 2012, no âmbito de um projecto ambicioso em que se tornou no primeiro fornecedor transfronteiriço de energia ao “Southern African Power Pool” (SAPP).

A energia a ser adquirida pela Nampower seguirá pelas linhas de transporte da Electricidade de Moçambique até à fronteira com a África do Sul e pelas da sul-africana Eskom até à fronteira com a Namíbia.

A nova central eléctrica deverá entrar em funcionamento no segundo trimestre deste ano e, nos termos do contrato agora assinado, fornecer 122 MW de energia eléctrica durante o período mínimo de dois anos, sendo que o gás para o seu funcionamento será garantido pela Matola Gas Company.

O valor total do projecto está estimado em 200 milhões de dólares, incluindo os custos de combustível. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH